Início > Clube de Leitura Do Campus Santana Do Livramento Realiza Reuniao No Dia 27 de Agosto
Data de publicação 18/08/2020 - 14:23 Atualizado em: 18/08/2020 - 14:24

Clube de Leitura do Campus Santana do Livramento realiza reunião no dia 27 de agosto

Por Tamíris Centeno Pereira da Rosa

No dia 27 de agosto, às 18h, acontece a reunião mensal do Clube de Leitura Hibisco Roxo do Campus Santana do Livramento da Universidade Federal do Pampa (Unipampa). A ideia do encontro, que em função da Pandemia de Covid-19 é realizado através do Google Meet, é que os participantes conversem sobre as impressões da leitura escolhida para o mês. Não é necessária inscrição prévia, basta ter contato com a obra escolhida e acessar o link do cada encontro.  

O Clube de Leitura Hibisco Roxo se reúne mensalmente, sempre na última quinta-feira de cada mês, às 18h, o calendário dos encontros, com os livros de cada mês e o link de acesso ficam disponíveis na página do Instagram @clubedeleiturahibiscoroxo. No mês de agosto, a leitura escolhida é o livro "Hibisco Roxo" (que empresta nome ao Clube), da Chimamanda Adichie. 

SINOPSE: Protagonista e narradora de Hibisco roxo, a adolescente Kambili mostra como a religiosidade extremamente “branca” e católica de seu pai, Eugene, famoso industrial nigeriano, inferniza e destrói lentamente a vida de toda a família. O pavor de Eugene às tradições primitivas do povo nigeriano é tamanho que ele chega a rejeitar o pai, contador de histórias encantador, e a irmã, professora universitária esclarecida, temendo o inferno. Mas, apesar de sua clara violência e opressão, Eugene é benfeitor dos pobres e, estranhamente, apoia o jornal mais progressista do país. Durante uma temporada na casa de sua tia, Kambili acaba se apaixonando por um padre que é obrigado a deixar a Nigéria, por falta de segurança e de perspectiva de futuro. Enquanto narra as aventuras e desventuras de Kambili e de sua família, o romance também apresenta um retrato contundente e original da Nigéria atual, mostrando os remanescentes invasivos da colonização tanto no próprio país, como, certamente, também no resto do continente. “Uma história sensível e delicada sobre uma jovem exposta à intolerância religiosa e ao lado obscuro da sociedade nigeriana.” - J.M. Coetzee.

  • Clube de Leitura do Campus Santana do Livramento realiza reunião no dia 27 de agosto

    Clube de Leitura do Campus Santana do Livramento realiza reunião no dia 27 de agosto