Início > Campanha aprendendo sobre transtornos mentais tem inicio na unipampa
Data de Publicação 15/06/2022 - 18:07 Atualizado em 15/06/2022 - 18:07 292 visualizações

Campanha "Aprendendo sobre transtornos mentais" tem início na Unipampa

Transtorno do Pânico é a temática de estreia 
Por Sofia Viero Sorgetzt

Teve início, no mês de junho, a campanha "Aprendendo sobre transtornos mentais", uma iniciativa da Divisão de Atenção à Saúde e Segurança do Trabalho (DASST) e Divisão de Perícias (DP), vinculadas à Coordenadoria de Qualidade de Vida e Desenvolvimento de Pessoal (CQVDP) da Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEPE) da Universidade Federal do Pampa. 

De junho a outubro, serão divulgados materiais que abordam temas específicos de saúde mental e que são considerados mais recorrentes entre os servidores da Universidade e impactam no ambiente laboral. O objetivo é sensibilizar os colegas, sobretudo aqueles que ocupam cargo de chefia, por meio do compartilhamento de informações que permitem conhecer a patologia, compreender os obstáculos enfrentados pelo servidor e, de forma empática, buscar alternativas para que a rotina de trabalho seja mais produtiva e saudável a todos que compõem a equipe.

A temática escolhida para a estreia da campanha é "Transtorno do Pânico". Na cartilha de junho, você encontra sintomas, diferenças entre ataque do pânico e síndrome do pânico, diagnóstico, tratamento, recomendações, dentre outras informações relevantes a respeito deste transtorno. Os servidores receberão mensalmente via e-mail institucional os materiais desenvolvidos pela campanha, que também serão divulgados na página do Facebook da DASST e no site da CQVDP.

É importante que o servidor em cargo de chefia esteja atento e saiba reconhecer mudanças no padrão comportamental dos servidores que compõem sua equipe. Pessoas que antes possuíam um funcionamento e passaram a manifestar: tristeza excessiva, falta de esperança, perda de interesse em atividades que antes traziam prazer, modificações de apetite e hábitos de sono, choro fácil, perda de paciência e irritabilidade. Esses sinais podem demonstrar que o servidor está em adoecimento psíquico. Nesse caso, recomenda-se uma conversa empática da chefia com o servidor a respeito do que ela vem observando e na intenção de se colocar à disposição para auxiliar no que for possível. Pode ser necessária a indicação de busca por auxílio psicológico e psiquiátrico. No âmbito da Unipampa, os servidores podem procurar auxílio psicológico junto à Pró-reitoria de Gestão de Pessoas.

Desmistificar tabus e acolher de forma adequada impacta na saúde do servidor e pode surtir efeitos positivos em relação ao clima de trabalho e ao suporte às atividades desempenhadas. Portanto, é fundamental que os servidores acompanhem os materiais, aprimorem seus conhecimentos e também sua sensibilização. Dessa forma, com certeza, todos contribuirão para a promoção de um ambiente de trabalho inclusivo, diverso e humano.

A cartilha sobre Transtorno do Pânico também pode ser acessada aqui

    • Imagem de divulgação da campanha "Aprendendo sobre transtornos mentais".
      Transtorno do Pânico é a temática de estreia da campanha "Aprendendo sobre transtornos mentais".
Tags: Servidores