Início > Reitor da unipampa e designado para o conselho nacional de promocao da igualdade racial no bienio
Data de Publicação 18/02/2021 - 17:04 Atualizado em 18/02/2021 - 17:04 379 visualizações

Reitor da Unipampa é designado para o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial no biênio 2021-2022

Por Franceli Couto Jorge

O reitor da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Roberlaine Ribeiro Jorge, é designado representante com notório reconhecimento sobre a temática das relações étnico-raciais para compor o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR), no biênio 2021-2022. A Portaria com a designação dos novos conselheiros foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta quinta-feira, 18. O CNPIR é um órgão integrante da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SNPIR), ligado ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). A posse dos novos integrantes ocorrerá no dia 24 de fevereiro, em cerimônia realizada por videoconferência.

Roberlaine Ribeiro Jorge ressalta a importância da representatividade da Unipampa no CNPIR: “É um caminho para levar as políticas de promoção da igualdade racial, indo ao encontro do que preconizamos no dia a dia. A construção destas políticas deve ter como base a sua longevidade, daí reside a importância de trazer propostas que sejam perenes, perdurando independente do governo que esteja a frente. Vamos levar pautas da nossa sociedade e dar voz a toda sua pluralidade, buscando igualdade e não privilégios”, afirma o novo conselheiro e reitor da Unipampa.

Roberlaine Ribeiro Jorge é designado representante para compor Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial - Divulgação

Sobre o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial

O órgão tem por finalidade propor políticas de promoção da igualdade racial, com ênfase na população negra e em outros segmentos raciais e étnicos da população brasileira. Além disso, o CNPIR tem por objetivo combater o racismo, o preconceito e a discriminação racial e religiosa, e reduzir as desigualdades raciais, inclusive no aspecto econômico-financeiro, social, político, cultural, ampliando o processo de controle social sobre as referidas políticas

O Conselho é formado por 44 membros, sendo 22 representantes do Poder Público Federal, 19 representantes de entidades da sociedade civil, indicados a partir de processo seletivo, e três personalidades notoriamente reconhecidas no âmbito das relações raciais. Para o biênio 2021-2022, Roberlaine Ribeiro Jorge integra a equipe de personalidades de notório reconhecimento sobre a temática das relações étnico-raciais, junto a Joziel Ferreira Carlos e Silvia Nobre Waiãpi.