Início > Virtus e obra premiada no concurso de musica da unipampa
Data de Publicação 18/10/2021 - 14:54 Atualizado em 22/10/2021 - 16:12 985 visualizações

Virtus é a obra premiada no Concurso de Música da Unipampa

Por Franceli Couto Jorge

A Universidade Federal do Pampa (Unipampa), por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proext) divulgou, na última semana, o resultado final do Concurso de Música, que teve por objetivo estimular a produção artística que reflita o reconhecimento e valorização da Unipampa para a região na qual está inserida. Virtus é o nome da canção premiada, de autoria de Ariel Góes de Castro, que é egresso do curso de Ciência da Computação e mestrando em Engenharia de Software, ambos ofertados no Campus Alegrete.

O concurso, aberto para a participação de pessoas de qualquer lugar do Brasil, recebeu 20 propostas. Além da obra premiada, receberam menção honrosa as seguintes produções: Candombe Fronterizo, Mateadas e Remanso do Rio. O primeiro colocado recebeu o prêmio no valor de R$ 3.500 (três mil e quinhentos reais). As obras são instrumentais.

Castro conta que nunca havia participado de um concurso e adorou a experiência. “Eu acho muito interessante valorizarem o talento das pessoas com esse tipo de evento, porque geralmente esse lado artístico pode ficar ofuscado por outras tarefas acadêmicas do dia a dia como, por exemplo, a escrita de trabalhos e a realização de provas”, comenta o primeiro colocado do concurso. O acadêmico afirma que gosta de música e busca descobrir novos gêneros e artistas. “Comecei a tocar piano por volta dos 7 anos e, desde então, me apaixonei por esse mundo, chegando a participar de alguns eventos municipais. Quando vi o anúncio do concurso, achei que seria a oportunidade perfeita para criar algo próprio e estou muito feliz!”, afirma Ariel de Castro, que utilizou o piano para criar a canção Virtus.

Conforme o coordenador de Cultura da Proext, Mauro Ricardo Lemos, o concurso contou com obras de boa variedade de estilos e conceitos. Todas elaboradas pensando especialmente na Unipampa. “A qualidade das propostas foi muito enaltecida pela banca de avaliadores, que foi formada por músicos convidados de outras universidades pela Pró-Reitoria. Entendemos que a ação cumpriu com seus objetivos em aproximar comunidade externa e interna na reflexão sobre a nossa universidade, suas diversidades e características através da arte”, pontua o coordenador.