Início > Proposta de Semestre Letivo de 13 Semanas Sera Apreciada Pelo Consuni
Data de publicação 07/07/2020 - 17:56 Atualizado em: 08/07/2020 - 00:00 90 visualizações

Proposta de semestre letivo de 13 semanas será apreciada pelo Consuni

A duração dos semestres letivos do ensino remoto emergencial foi votada durante reunião do GT Novos Tempos no Ensino Superior
Por Franceli Couto Jorge

Na manhã desta terça-feira, 7, os integrantes do Grupo de Trabalho Novos Tempos no Ensino Superior reuniram-se, via webconferência, para dar continuidade às tratativas sobre as Diretrizes e o Calendário Acadêmico para o ensino remoto emergencial. Diretores e coordenadores acadêmicos dos dez campi, representantes discentes e membros da Gestão Universitária formam o GT, que foi definido por meio da Portaria nº 1286, de 03 de junho de 2020.

A abertura foi realizada pelo vice-reitor e integrante do GT, Marcus Querol, que enfatizou a importância da participação de todos para a construção da proposta e elucidação de dúvidas. A pauta do dia foi conduzida pelo pró-reitor e pela pró-reitora adjunta de Graduação, respectivamente, Pedro Kemerich e Shirley Nascimento. Kemerich destacou que o Grupo é responsável pela proposta e, por isso, deve colaborar para aprimorá-la. “A proposta é de todos, do coletivo, e cada membro deve levar as discussões para a base. É uma obrigação comunicar os seus pares”, enfatizou.

No encontro, o grupo deu seguimento às discussões sobre as Diretrizes para as Atividades de Ensino Emergencial. Conforme Nascimento, as Diretrizes já haviam sido lidas e acolhidas na reunião anterior. “Com a devolutiva dos campi, a partir das solicitações vindas da base, das Comissões de Curso, através das Comissões Locais de Ensino, e das equipes diretivas, foi feita a alteração de alguns artigos”, explicou a pró-reitora adjunta de Graduação. As alterações incluem a ampliação do prazo em semanas para finalização dos componentes dos Trabalhos de Conclusão de Curso e a possibilidade de o estudante que colar grau durante as atividades remotas participar da solenidade de colação de grau, mesmo depois de já graduado, para socializar com a turma.

Outra proposição vinda dos campi foi a ampliação das semanas dos semestres letivos. Na reunião anterior, o GT havia proposto 12 semanas, no entanto, com a devolutiva, houve uma nova rodada de discussão a partir dos prazos sugeridos – de 13 a 15 semanas por semestre – e, então, os integrantes do grupo puderam votar. Por escolha da maioria, o GT definiu a duração de 13 semanas para cada semestre letivo para o ano de 2020. A proposta será apreciada pelos membros do Conselho Universitário (Consuni) na próxima reunião, prevista para o dia 09 de julho de 2020. Após a discussão pelo Consuni, os membros do GT irão se reunir, novamente, na sexta-feira, 10, às 8h30, para os encaminhamentos às instâncias superiores.

Durante a reunião, também foi apresentada a proposta para o novo Calendário Acadêmico com previsão de início das atividades letivas do primeiro semestre para agosto e término em outubro de 2020, com duas semanas de recesso. O início do segundo semestre está previsto para novembro de 2020 e seu término para fevereiro de 2021. As datas ainda serão discutidas na reunião do Consuni das próximas semanas, ainda sem dia definido, e podem sofrer alteração.

Nascimento ressalta que “o coletivo docente da instituição está sendo ouvido e representado nesse processo”. O mesmo ocorre com a representação discente, que participa das reuniões e expõe as decisões do grande grupo.

 

 

  • Proposta de semestre letivo de 13 semanas será apreciada pelo Consuni

    Proposta de semestre letivo de 13 semanas será apreciada pelo Consuni

randomness