Início > Unipampa Participa de Estudo Com Universidades Gauchas Para Identificar Perfil Da Populacao
Data de publicação 07/04/2020 - 10:54 Atualizado em: 07/04/2020 - 15:30

Unipampa participa de estudo com universidades gaúchas para identificar perfil da população infectada pela Covid-19

Por Franceli Couto Jorge

A Universidade Federal do Pampa (Unipampa) participa de pesquisa que deve estimar o percentual da população do Rio Grande do Sul infectada pela Covid-19. O estudo, que é coordenado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), conta com a colaboração de pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). A pesquisa conta com convênio do governo do RS, assinado na última sexta-feira, 3 de abril.

O objetivo da pesquisa é auxiliar na identificação do perfil da população infectada pelo SARS-CoV-2, o novo coronavírus, e em quais regiões do Estado a prevalência é maior. Segundo a professora da Unipampa, Débora Pellegrini, “a ideia do estudo é ter uma noção de como a doença está se disseminando, por isso, a importância de se fazer muito bem a amostragem para que ela seja representativa do Estado”.

O trabalho será realizado por meio de coleta – amostragens epidemiológicas sequenciais – e de aplicação dos questionários nas regiões previstas pelo estudo: Caxias do Sul, Grande Porto Alegre, Ijuí, Passo Fundo, Pelotas, Santa Cruz do Sul/Lajeado, Santa Maria e Uruguaiana. Para a pesquisa, foram disponibilizados cerca de 20 mil testes e cada universidade deve ficar responsável pela coleta no município de atuação. No caso da Unipampa, a amostragem será feita em Uruguaiana e está prevista para ocorrer nos dias 10 e 11 de abril. Além da pesquisadora Débora Pellegrini, participam do Inquérito Populacional no município as professoras Jenifer Harter, coordenadora do curso de Enfermagem, e Sandra Elisa Haas, docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas (PPGCF).

Os resultados irão orientar o governo na tomada de decisões e na adoção de políticas específicas como, por exemplo, a continuidade pelo distanciamento social e o reforço no atendimento hospitalar em regiões específicas.

 

Com informações da Secretaria de Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul

randomness