Início > Campanha naoenormal aborda assedio moral
Data de Publicação 01/12/2021 - 14:36 Atualizado em 01/12/2021 - 14:36 263 visualizações

Campanha #NãoÉNormal aborda Assédio Moral

O projeto de saúde mental #NãoÉNormal da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) chega a sua sexta edição, com o tema “Assédio Moral”. A campanha da  Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progepe), por meio da Divisão de Atenção à Saúde e Segurança do Trabalho (DASST) e da Divisão de Perícias (DP), aborda, de junho a dezembro, diferentes temáticas que, quando presentes, podem impactar negativamente no ambiente de trabalho. 

O assédio moral no trabalho impacta tanto na vida profissional quanto pessoal do trabalhador. Interfere na autoestima, compromete a dignidade, afeta suas relações afetivas e sociais. A prática constante e prolongada pode causar graves danos à saúde física e psicológica, podendo evoluir, inclusive, para uma incapacidade laborativa.

Conforme o material da campanha ressalta, infelizmente, é um tipo de violência que acontece dentro das organizações, mas pode ser combatida a partir de práticas de gestão e intervenções preventivas. Todos devem ter acesso sobre o que é assédio moral, sobre quais são os comportamentos e as ações aceitáveis no ambiente de trabalho. 

Foram disponibilizados aos servidores materiais para auxiliar a identificar, combater e denunciar os casos de assédio moral que possam vir a ocorrer:

Cartilha que contém conceitos, definições e tipos de assédio moral, situações que configuram ou não assédio moral no serviço público, formas de prevenção, como proceder nos casos de assédio moral na Unipampa, dentre outras informações super relevantes relacionadas ao tema.

➜ Cards que trazem 5 atitudes e comportamentos sobre o que #NãoÉNormal e que não podem ser naturalizados. São situações relacionadas ao tema do mês que visam gerar reflexão e, se necessário, mudanças de hábitos.

Vídeo de curta duração no qual a psicóloga da Progepe, Camila Perez, aborda algumas informações da cartilha de forma simples e sucinta. 

 

Com informações de Cindy Rosa Martinez

 

    • #NãoÉNormal
      #NãoÉNormal
    • #NãoÉNormal
      #NãoÉNormal
    • #NãoÉNormal
      #NãoÉNormal
    • #NãoÉNormal
      #NãoÉNormal
    • #NãoÉNormal
      #NãoÉNormal