Início > Estudante da unipampa vence premio de jornalismo em tres categorias
Data de Publicação 12/12/2019 - 14:25 Atualizado em 12/12/2019 - 14:25 2482 visualizações

Estudante da Unipampa vence Prêmio de Jornalismo em três categorias

Por Franceli Couto Jorge

Mais um estudante da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) teve seu trabalho reconhecido e premiado em uma competição nacional. Desta vez, o acadêmico do oitavo semestre, Luis Geovanne Noal, foi o campeão do Prêmio Estudantes de Jornalismo, realizado pela Autoinforme com apoio da Hyundai Motor Brasil. Além da categoria geral, Noal venceu também nas categorias Áudio e Texto.

Noal concorreu com dezenas de reportagens produzidas por acadêmicos de universidades de todo o país, mas a sua se destacou. Na categoria texto, a matéria intitulada “O caso Fernando de Noronha: substituindo seis por meia dúzia?” tratou sobre uma medida do Governo de Pernambuco quanto à proibição de carros movidos a combustíveis fósseis no arquipélago. O estudante explica o motivo de sua crítica: “Para abastecer os carros elétricos a partir de 2022 seria usado muito diesel na usina e isso seria mais poluente do que deixar os carros a combustão circulando por lá”. A Usina Tubarão é uma termoelétrica movida a óleo diesel que abastece Fernando de Noronha.

Para um dos jurados do concurso, o jornalista do Grupo Bandeirantes, Sidnei Maschio, a matéria de Luis foi muito bem escrita. “A reportagem de Luis Noal tem todos os elementos necessários pra contar a história, tem o mérito de ter focado num tema fechado, sem querer abarcar o mundo. Ótimo texto, sem erros nem excessos”, afirmou.

Na produção em áudio, o futuro jornalista abordou o problema dos carros elétricos no cenário atual: as baterias. Segundo o levantamento de dados feito pelo estudante, a frota de carros elétricos deve crescer no Brasil somente a partir de 2030. Para debater a temática, Noal entrevistou o jornalista automotivo, Fernando Calmon, e o professor de Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Mario Martins.

Noal conta que não acreditou quando recebeu a ligação informando que havia ganhado. “Eu ainda estou fora de mim, por trazer esse prêmio de jornalismo automotivo, de nível nacional, para a Unipampa”, diz. Feliz pelo reconhecimento no ano em que conclui a graduação, Noal afirma: “Nós não fazemos apenas ciência, mas também somos grandes produtores de alunos premiados. Grande parte do incentivo veio para mostrar que, em universidades federais, também somos capazes de almejar voos altos”.

A cerimônia de entrega da premiação está prevista para a segunda quinzena de janeiro de 2020. Noal receberá um troféu em cada uma das categorias da qual foi vencedor e um notebook como premiação na categoria geral. Além disso, o estudante terá a oportunidade de conhecer a fábrica da Hyundai Motor Brasil em Piracicaba, para conhecer a linha de montagem do Creta e do novo HB20.

 

Sobre o Concurso Cultural

O Prêmio Estudantes de Jornalismo, que está em sua sexta edição, é um concurso cultural com o objetivo de mostrar a importância do setor automobilístico no Brasil e suas relações com a imprensa. Neste ano, os estudantes apresentaram uma reportagem sobre o tema: Energias Limpas para a Mobilidade, devendo ser um trabalho criativo e resultado da criação intelectual do participante.

Os trabalhos foram avaliados por uma comissão composta pelos seguintes profissionais: o jornalista da rede Globo, Alberto Gaspar; o repórter do Fantástico, Valmir Salaro; o apresentador do Balanço Geral da TV Record, Celso Zucatelli e o editor do Jornal do Carro, Tião Oliveira. Além desses profissionais, a comissão contou com a participação do Júri de 2018, formado por: Fernando Calmon, editor da coluna Alta Roda; Paulo Campo Grande, editor da revista Quatro Rodas; Thays Freitas, diretora de jornalismo da Rádio Bandeirantes; Agostinho Teixeira, apresentador e repórter da Rádio Bandeirantes; Diego Castellari, diretor de TV; Koichiro Matsuo, diretor da Textofinal de Comunicação; Maurício Jordão, gerente de Relações Públicas e Imprensa da Hyundai;  Sidnei Maschio, jornalista do Grupo Bandeirantes e Joel Silveira Leite, diretor da Autoinforme.

randomness