Início > Projeto de doutoranda da unipampa e selecionado na europa
Data de Publicação 01/03/2021 - 17:35 Atualizado em 02/03/2021 - 13:15 356 visualizações

Projeto de doutoranda da Unipampa é selecionado na Europa

Por Tamíris Centeno Pereira da Rosa

O projeto “Hidrolizado de clara de ovo e saúde cardiovascular - estudo do efeito antihipertensivo e dos mecanismos de ação em ratos DOCA-sal” da discente do doutorado do Programa de Pós-Graduação de Bioquímica (PPGBioq) da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Edina da Luz de Abreu, foi aprovado em edital do Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC). O projeto foi contemplado com € 23.000,00 (euros) e inclui a realização de um estágio de seis meses para a doutoranda.

A CSIC é uma agência espanhola dedicada ao fomento da investigação científica e tecnológica. O edital chama-se Programa CSIC de Cooperación Científica para el Desarrollo (i-COOP+) e nele foram aprovados apenas 18 projetos. O i-COOP+ tem como objetivo promover o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e contribuir para o fortalecimento das capacidades técnico-científicas e de treinamento dos países que recebem Assistência Oficial ao Desenvolvimento.

O foco do projeto está na possível utilização de hidrolisado de ovo na prevenção e / ou tratamento de hipertensão arterial e, para isso, será utilizado um modelo animal onde a hipertensão é induzida. O trabalho científico envolve pesquisa, inovação e formação/capacitação de profissionais.

De acordo com a professora da Unipampa, Giulia Alesandra Peçanha, a pesquisadora do CSIC, Marta Miguel, é responsável espanhola pelo projeto e co-orientará a tese de doutorado de Abreu. “A pesquisadora é é parceira de longa data do Grupo de Pesquisa Cardioavascular – GPFisCar/ Unipampa e como parte da cooperação internacional ela co-orientará a tese de doutorado da aluna do PPGBioquímica da Unipampa, o que caracteriza e fortalece a internacionalização da pós-graduação”, explica Peçanha.

Segundo a professora, esta colaboração internacional entre alunos e professores unirá a expertise do grupo de Miguel (CSIC/ CIAL - Instituto de Investigación en Ciencias de la Alimentación) com seu conhecimento acerca do hidrolisados ​​de clara de ovo e a experiência em fisiologia vascular do grupo de pesquisa - GPFisCar na Unipampa.

“A aprovação de um edital de fomento internacional é importante, pois mostra na fronteira oeste é possível realizar ciência de qualidade. A aprovação em edital no exterior também é uma forma de reconhecimento externo da ciência produzida na Unipampa”, comemora a professora da instituição.

Resumo do estudo

O projeto de cooperação tem um claro impacto na saúde, científico e socialmente. A hipertensão é um problema de saúde pública mundial e a promoção de estratégias ou alternativas terapêuticas e tratamento é importante. O estudo se propõe a avançar no desenvolvimento de uma estratégia alimentar funcional com potencial benefício para a saúde humana e animal.

Além disso, o estudo favorecerá o esclarecimento dos mecanismos de ação em nível vascular, causados ​​pelo consumo do hidrolisado de clara de ovo em animais hipertensos. Espera-se verificar os efeitos da clara de ovo hidrolisada sobre as alterações mitocondriais decorrentes do dano oxidativo induzido pelo modelo DOCA-sal. “A possibilidade de estudar os mecanismos intra e extracelulares envolvidos na hipertensão arterial e, por sua vez, testar um componente derivado de um alimento com possível efeito protetor contra a hipertensão é de grande valia, uma vez que essa doença causa grande número de mortes e / ou deficiências na população mundial, e embora seu tratamento seja simples, o controle da doença é complicado e o aparecimento de efeitos colaterais típicos da polimedicação exigida pela doença”, relata Peçanha. De acordo com a professora, o tema proposto no estudo representa uma importante contribuição científica para o conhecimento do efeito fisiológico dos ingredientes funcionalidades derivadas da alimentação e permitirão encontrar novas aplicações, de forma a explorar os benefícios derivados biológicos além de seu valor nutricional. “O projeto vai permitir que o aluno de doutorado tenha a oportunidade de aprender como produzir o hidrolisado de clara de ovo, a caracterizá-lo e avaliar sua atividade biológica in vitro para posteriormente poder desenvolver e transferir esse conhecimento ao seu grupo no laboratório no Brasil”, diz ela. A professora ainda explica que com o estudo  “avançaremos no conhecimento para ampliar as estratégias de intervenção da comunidade científica para o tratamento e prevenção não farmacológica da hipertensão arterial”.

O estudo em animais é uma maneira segura e viável de investigar este potencial protetor vascular, anti-hipertensivo e mecanismos envolvidos que podem orientar o desenvolvimento e aplicação segura de alimentos funcionais para expandir a proteção vascular na hipertensão arterial.